quarta-feira, 27 de junho de 2012

Sob o Sol




- Nossa... Mas que calor... Capaz até de derreter até fórmula matemática...

- Sim... Capaz até de fazer a Estátua da Liberdade pular do pedestal e dar uma voltinha na baía de Nova York...    

- Aquecimento global...

- Quê?

- O excessivo aquecimento do planeta nos últimos anos, causado pelo insensato crescimento da população mundial e seu descaso com o meio ambiente...

- Mesmo? Pois pra mim esse calor todo é culpa do Sol, aquela bolinha amarela lá de cima que vem gerando calor há bilhões de anos, calor este que, por sinal, é responsável pela existência de vida em nosso planeta. Que coisa, não?

- Mas o calor vem aumentando nos últimos anos...

- E a quantidade de palpiteiros sem noção também! Mudanças ambientais sempre ocorreram, desde o tempo do carro movido a caldeira alimentada com lava! Tá certo que isso nunca existiu, mas você entendeu...

- Mas então porque todo mundo só fala nisso?

- E daí que todo mundo fala? Se todo mundo pintar o nariz, você pinta também?

- Depende.

- Depende? Depende do quê?

- Da cor, ora! Tem cor que, por mais que nos esforcemos, não fica bem de jeito nenhum e...

- Deixa pra lá. O que eu quero dizer é que muito dessa onda de aquecimento global é exagero e só serve mesmo para se aquecer a economia. O que acontece é que o consumismo desenfreado da espécie humana vem fazendo mais mal ao mundo que remakes meia boca de clássicos do cinema e bugs do Windows juntos. Enquanto as pessoas comprarem o “carro mais quente do ano”, os anos ficarão cada vez mais quentes.

- Hmmm...

- E para mudar esse quadro, cada um de nós deve fazer sua parte, que é...

- Que é...

- Você não sabe?

- Sei sim, mas achei que você gostaria de terminar sua própria frase.

- Tá certo. O que cada um deve fazer é reciclar o que for possível e tentar descobrir um jeito de reciclar o que não for possível, trocar o lema do “é necessário consumir” pelo “consumir o necessário”, e ainda...

- Um momento, e se determinado produto estiver em uma oferta terrivelmente arrasadora, fatalmente instigadora e obscenamente tentadora?

- Isso não quer dizer nada, devemos consumir somente o que...

- E se esta oferta estiver em oferta?

- Esqueça isso! O preço a se pagar por conforto na atualidade for o desconforto das gerações futuras, não 
vale a pena.

- Agora que mencionou isso...

- E outra coisa: quando você compra algo, algum vizinho/parente/chato fica com inveja e compra algo –teoricamente - melhor, o que faz com que você compre outra coisa melhor, daí ele compra outra e assim sucessivamente, certo?

- Sim.

- Pois este é o chamado “ciclo da falta de vida”, que nutre o processo de destruição insensata de nossos recursos naturais, da mesma forma que o “ciclo da vida” – aquele do desenho do Rei Leão – nutre a vida no planeta. E somente VOCÊ pode pará-lo, sabia?

- EU?

- Siiimmmm, você!

 - Mas... Mas... Eu não quero essa responsabilidade!

- Responsabilidade é igual parente: a gente não escolhe, de início assusta, mas, no final, acaba fazendo bem.

- Se está dizendo. Acha mesmo que eu consigo quebrar este ciclo eterno de gastança desmedida e inconsequente?

- Sim, consegue. E ainda pode usar essa conduta ecologicamente responsável para esnobar os outros, o que sai de graça.

- Ahn... Gostei disso.

- Mas não sempre, senão perde a graça.

- E... Como eu saberei quando fazer isso e quando não fazer?

- Você saberá, meu caro, você saberá.

- Está bem... Se está dizendo...

34 comentários:

  1. Oi Jacques!!

    Bela mensagem neste seu hilário texto!!
    Amei!!

    bjs....

    ResponderExcluir
  2. Enrolando com maestria heim? hahaha
    É muito engraçado com o mundo vem "lutando para ser sustentável" sendo que as coisas que são produzidas e consumimos é cada vez mais descartável...

    ResponderExcluir
  3. Só respondendo seu comentário lá no blog...

    AI MEU DEEEUS! UM PERCEVEEEJO! Pra mim são bichos que fedem! Mas aquele lá nem fede :T Tendo esse nome ele num deva dá sorte nenhuma mesmo D:

    Obrigada pela informação!

    ResponderExcluir
  4. Jacques, guri de Pelotas!
    Muuuuito bom!
    Esta parte aqui:
    "Responsabilidade é igual parente: a gente não escolhe, de início assusta, mas, no final, acaba fazendo bem."
    Fez eu rir tanto, Jacques, que não conseguia continuar lendo... e ainda precisei retornar.

    Sabe, me lembrei de uma entrevista recente no Jô Soares, não me lembro do nome do entrevistado... tu deves ter visto, será? Muito polêmico, onde o cara questionou os efeitos do aquecimento global e o próprio aquecimento, assim como os efeitos do desmatamento da Aamzônia. Será que tu assistiu a essa entrevista?

    Texto muito bom como sempre, caro amigo!

    Grande abraço!

    ResponderExcluir
  5. As pessoas tem que aprender a comprar menos. A inveja é que faz do otário comprar tudo que acha bom, bonito e barato.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  6. Oi Jacques,

    Excelente!
    Com muito humor você deu seu recado.
    Difícil resistir a "uma oferta terrivelmente arrasadora, fatalmente instigadora e obscenamente tentadora", mas cada
    um deve fazer a sua parte, somente assim as próximas gerações
    poderão desfrutar do que hoje desfrutamos sem responsabilidade.

    Grande abraço.

    ResponderExcluir
  7. Adorei o texto, com humor e reflexão muito boa.. o que, aliás, você sempre consegue realizar tão magistralmente
    Abraços!

    ResponderExcluir
  8. Oi Jacques
    Vir ao seu blog é certeza de um texto reflexivo, inteligente e com um tom magnífico de ironia, e é claro dar boas risadas (kkkkk). Adorei, como sempre, e por coincidência eu gostei mais da parte que a Cissa também gostou: responsabilidade é igual parente, muito bom, muito bom mesmo kkkkk.
    Bjos.

    ResponderExcluir
  9. Oi Jac,

    Tudo bem? Essa estória deveria ter sido traduzida para todos os participantes da Rio+20, pois vi alguns detalhes que não assustariam, pois como o evento foi de intenção, a intenção agora é não poluir para não gastar tempo pensando. Como sempre, mais um texto inteligente.

    Beijos.

    Lu

    ResponderExcluir
  10. Oiee te encontrei na blogosfera..
    Adoreiii seu blog..
    Tô te seguindo.

    Me visite tbm:
    http://lidiepaulo.blogspot.com.br


    Beijocas :*
    Ótima Noite ")

    ResponderExcluir
  11. Olá, amigo Jacques,
    A Terra é capaz de prover o necessário para a humanidade sobreviver muito bem (mas não para suprir todo seu egoísmo)sem precisarmos viver no meio da tanta paranoia, que não nos leva a nada, a não ser ao ridículo.
    O interlocutor irônico é muito sábio além de hilário.
    Também mais acredito no ciclo solar do que nestas teorias de aquecimento mirabolantes.
    Mesmo brincando e nos divertido com o tema vigente, é mais ecológico do que muito pseudos por aí (rs).
    Mais uma vez, amigo, ficou bem tramado.

    Abraços!

    ResponderExcluir
  12. felicitaciones por el post y un saludo!

    ResponderExcluir
  13. Muito bom o texto. "Ciclo da falta de vida", é engraçado como esse termo me lembra de tantas pessoas.
    É uma bela mensagem que seu texto passa. Estamos cercados de tantas coisas inúteis e não reparamos que os são (vou me excluir desse 'nós', porque eu reparo bem hehe). Esse consumismo desenfreado e ilógico que aquece a economia acaba com o planeta. Dizem que nós gastamos muita água no banho, escovando os dentes, etc. mas não falam quantos litros de água são necessários para a produção de um carro (não me lembro a quantidade, mas é absurda). Engraçado, não? XD
    Grande abraço

    ResponderExcluir
  14. com relativa seriedade me fez rir desse humor picante que colocou num texto relativamente ecológico.
    Sempre bom estar aqui.
    bjks doces, e desculpa a brevidade do coments mas com um dedinho é difícil.

    ResponderExcluir
  15. Rs. Oi meu querido amigo, Jacques, você tocou em dois assuntos, bastante atuais, por sinal. Um é a "mercantilização da vida" (=somos o que consumimos e estamos nos tornando consumidores alienados, consumindo desnecessariamente) e o outro, é sobre o aquecimento global. Pois bem, assisti uma entrevista do Jô Soares com um professor da USP, que defende uma teoria totalmente contrária a essas que estão nos difundindo. Ou seja, para esse professor, estamos atravessando um período histórico natural do próprio ambiente. Melhor, o aquecimento global se dá por conta do SOL, do OCEANO e dos VULCÕES, sendo que não é por conta do desmatamento, do derretimento das geleiras, sequer da poluição. Enfim, para ele e seus adeptos, é tudo decorrente do ciclo natural do próprio ambiente e não da interferência humana. Daqui há 20 anos, por exemplo, até o desmatamento da Amazônia, poderá estar total e "naturalmente" recuperado, inclusive, devido encontrar-se acima do maior aquífero do mundo (06 mil km de água, abaixo de nossa floresta).

    Enfim, meu querido Jacques, parabéns por mais uma sátira tão bem elaborada, ao ponto de despertar em mim, uma vazão do que estou vendo, lendo e ouvindo nos meios de comunicação...

    Beijos e um bom final de semana,

    ResponderExcluir
  16. Oi Jacques,
    pois é, está cheio de gente por aí que diz fazer a sua parte só para aparecer melhor que os outros na foto. Defende uma cidade mais limpa ao mesmo tempo que compra o carro do ano; "recicla" e vai lá no shopping gastar com roupas e outras coisas desnecessárias.
    O Ciclo do Vida do Rei Leão era bem mais solidário...

    Texto divertido e prazeroso de ler, como sempre.
    Bom fim de semana pra você. Abraço.

    ResponderExcluir
  17. Caro Jacques!

    Muito relevante o tema utilizado em seu diálogo. No entanto, não é plausível o que diz um dos personagens quanto à suposta falsidade do aquecimento global, espero que esta não seja a sua opinião. É evidente que assim como existem especialistas que dizem haver aquecimento ocasionado pelo homem, existem também os que negam, porém sejamos sensatos, será que o desmatamento desenfreado que além da perda de mata atlântica, emite tantos gases nocivos para a atmosfera, não afetará de nenhum um pouco o ecossistema? E quanto ao petróleo? Cujas extrações mancham os mares com um óleo que jamais deveria ter saído da camada subterrânea. Enfim, esses dentre outros tantos infelizes exemplos.

    Finalmente, quanto ao consumismo também suscitado pela postagem, com efeito, digo que seja uma boa medida consumir estritamente o que for necessário. Salvo que isso só amenizará os vários problemas sociais que, seria mais adequado implantar um plano socialista, onde este sim seria capaz de extirpar a miséria, desigualdade social, desemprego, corrupção, latrocínios e etc.

    Grande abraço meu amigo. Bom estar aqui!

    Anselmo

    ResponderExcluir
  18. jacques,
    a melhor forma de tratar os assuntos sérios é olhá-los com sentido de humor responsável. e nisso tu és mestre, meu caro amigo. curiosamente, roman polanski dizia que os bons filmes tinham de ter espessura dramática e terminar mal para que as pessoas os levassem consigo para as suas próprias vidas na perspetiva da sua própria reconstrução/reformulação; estou seguro de que nunca te leu, pois é possível seguir o seu mote mas com o humor :)

    um abraço!

    ResponderExcluir
  19. Olá Jacques,
    Ter consciência ecológica e colocar em prática ações de sustentabilidade, são atitudes fundamentais para a preservação do planeta. No entanto, realmente tem um pessoal que exagera e utiliza isso para ganhar ainda mais dinheiro.

    Outro dia, no programa do Jô Soares, um professor da USP estava levantando alguns conceitos polêmicos sobre o assunto, inclusive dizendo que essa história das alterações de temperatura no planeta era uma tendência natural, e não algo como "efeito estufa". Assim como disso uma das personagens no diálogo. Será?

    Abraços, Flávio.
    --> Blog Telinha Crítica <--

    ResponderExcluir
  20. Olá, parento!!!

    Enquanto lia seu texto fui lembrando de meu marido... o danado me mostrou um vídeo do youtube, que se tornou viral, onde um professor da Usp, que inclusive é chará de meu marido(Ricardo), onde ele questiona sobre o aquecimento global! Eu vou lhe dizer, fiquei super tentada a acreditar nele. Meu marido sempre teve essa visão meio "bizarra"(aos olhos de alguns, claro) sobre o tal aquecimento global e outras questões relacionadas ao meio ambiente(mas, isso seria assunto para outra hora!)...

    bjks JoicySorciere => CLIQUE => Blog Umas e outras...

    ResponderExcluir
  21. Pois é, meu amigo Jacques.

    Parece brincadeira.
    A seriedade não é nem mesmo relativa.
    Não a sua, claro. Você é muito sério na sabedoria de dizer as coisas, no humor que é responsável e criativo.
    O mundo sempre teve um poder enganador.
    Antes eram os deuses que ficavam bravos ativando vulcões e acionando trovões. Mas todos sabiam bem as verdades de que se tratava apenas de mecanismos de domínio.
    A única seriedade que continua é que os poderes dominantes conhecem o bastante para continuar no domínio. O pior é que o domínio não é o problema e sim o domínio com a ausência de seriedade para equacionar a sobrevivência humana e da vida em geral no planeta com qualidade para todos.

    Um abraço. Boa semana Jacques.

    ResponderExcluir
  22. olA jacques...( melhoras da minha mão cirurgiada , 80% , bom né?)

    quem te lê superficialmente não perceberá a seriedade que há nesse teu texto.
    uma ironiazinha daqui, um bom humor dali, e você expressa o teu pensamento ecolo´gico...

    me faz recordar esses programs do globo reporter sobre alimentos saudaveis, os beneficios da couve, do agriAo, da laranja , etc e bla bla bla bla , e nos intervalos jogam lá aquelas propagandas de lanches não sei de onde, salgadinhos nam sei do que,linguicinhas da sadia, etc...( deliciosos por sinal) quanta incoerencia E manipulação fala sério...

    perdoa a falta de acentuaçao , é que a mao direita ta imobilizadA... ate final da semana, beleza...

    bjinhos pela visita ao sementes....

    LU

    ResponderExcluir
  23. Com humor, provocou um debate sobre as verdades e mentiras que envolvem o aquecimento global. Basta ler os comentários postados aqui. O consumismo exagerado é admitido por todos, o que não leva o ser humano a pensar um pouquinho antes de trocar um celular, um computador... e muitos dos objetos que o progresso da tecnologia torna obsoletos de um dia para outro, embora não percam sua utilidade. Sua forma de conduzir o diálogo é encantadora, porque coloca seus personagens em um plano que corresponde ao nosso, possibilitando-nos a identificação com um dos lados. E até com os dois, em aspectos distintos. Bjs.

    ResponderExcluir
  24. E a sacolinha de plástico, hein, Jacques? Ela é a grande vilã do aquecimento global e nós, míseros e famigerados consumidores somos os responsáveis no final de tudo, pelo aquecimento global. Deixar cair uma sacolinha numa rua de uma cidade grande, percorrendo-se todo o processo (de entupir bocas de lobo, as enxurradas, enchentes, evaporação excessiva, chuvas, fumaça e "redoma" protetora contras as frentes frias), eis aí o tal do aquecimento.hehehe! No lema insano do consumismo: Vamos consumir mas levemos uma embalagem reciclável (ou compremos uma, o que é melhor para o sistema)

    Fantástica a sua crônica, pra variar, meu amigo!

    Grande abraço. paz e bem.

    ResponderExcluir
  25. Eu considero a conscientização ambiental tão urgente quanto uma mudança agressiva nos nossos hábitos de consumo, no entanto às vezes nos esquecemos que preocupante também é os tipos de abordagem que o tema ganha, no mundo corporativo ele é apenas um diferencial, não tão palpável, que empresas adotam como estratégia de marketing, no tocante ao consumo o tema favorece o surgimento de mais um dito 'avanço tecnológico', mão deixamos de ser consumistas e de agredir o meio ambiente quando descartamos um produto velho que será substituído por um 'verde'... Há dentre as teorias da comunicação, uma que diz que a mídia tem o poder de pautar a sociedade, a mídia escolhe sobre o que vamos falar em um determinado período, nos legando a influência que conduzirá as discussões acerca do tema, isto faz com que não saiamos do superficial; não sabemos de nada à fundo e apesar de achamos que temos a solução para os problemas do mundo...

    ResponderExcluir
  26. Oi Jacques, boa noite!
    Tudo bom por aí?
    Olha, pra variar aí está vc sempre com um excelente texto bem humorado!
    Sobre a Equipe Rocket dá até uma certa pena e revolta deles por sempre se darem mau RS. É engraçado que na organização tem agentes que são muito bons e não são cômicos..mas esses bons aparecem apenas em especiais da obra. Ainda faço um artigo sobre. Eu tambéwm só acompanhei Pokémon no começo quando era realmente bom...depopis ficou comercial demais e acabou se tornado repetitivo e até ridículo. O que é uma pena porque havia personagens pouco explorados que eram muito legais.
    bjs

    ResponderExcluir
  27. Oi Jacques! Lembrou-me uma crítica que li num jornal local que dizia: tão importante quanto preocupar com o futuro é cuidar do presente. A violência, por exemplo, que aumenta a cada dia. Aterroriza a cada dia. Perfeito, Jacques, os seus escritos. Abraços!

    ResponderExcluir
  28. Oi Jacques,

    Adorei a sugestão de usar a conduta ecologicamente responsável para esnobar os outros, e sem gastar dinheiro como e´o caso do esnobismo consumista.

    Em tempos de preservação até o esnobismo terá que mudar de conceito.

    Muito bacana seu texto ecologicamente, politicamente e humoradamente correto.

    Andei meio ausente porque precisei ficar um pouco afastada da internet.

    Um abraço grande

    ResponderExcluir
  29. Olá amigo, bom dia!
    Vim trazer meu abraço e me deparo com uma postagem magnífica, parabéns!
    Quando puder,apareça.
    Até mais ver!...

    ResponderExcluir
  30. Bom dia!!!
    Vim agradecer a visita sempre carinhosa
    que vc faz ..parabenizar pela sua bela postagem
    sempre tão bonita e gratificante aos nossos olhos
    Nem sempre posso retribuir a visita, mas venho sempre
    que posso ver o que vc tem de mais bonito
    Que seu dia seja lindo
    Bjuss
    Rita!!!!!

    ResponderExcluir
  31. Jacques não me contentei a ler somente o primeiro post, quis conhecer mais,fiquei curiosa. Suas postagens tem vida. Beijinhos.

    ResponderExcluir
  32. Oi Jacques!

    Tudo bem?

    Obrigada pela tua visita, amigo.

    Gostei muito da maneira que escreves, além de interessante e humorística tem também muita qualidade.

    É muito boa a mensagem que deixas aqui no post, o aquecimento global. Além da reciclagem, também tenho outra forma de contribuir. Evito escrever em papel. Quando quero escrever, nem que seja um recado, ou um poema uso o telemóvel. Depois envio para o meu e-mail e arranjo o texto. Aí, fica arquivado no computador. :)

    Obrigada por alertares as pessoas para o aquecimento global.

    Um beijo,

    Cris Henriques

    http://oqueomeucoracaodiz.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  33. Oi Jacques. Divertida a forma como chama a atenção para um problema que deveria preocupar todos nós.
    Obrigada por partilhar a sua opinião.
    http://falandocomosmeusbotoes.blogspot.com

    ResponderExcluir