sábado, 15 de dezembro de 2012

Cavalo dado


Tróia. Nos tempos mitológicos. Logo após o exército grego ter se retirado e deixado o cavalo de madeira de presente aos troianos. 

- SOLDADO!

- Sim, senhor?

- Vigie com cuidado, esse cavalo, ahn?

- Porque, senhor? Por acaso ele vai... Criar vida e sair galopando, destruindo tudo em seu caminho, com a sutileza de um ciclope com dor de dente que acabou de descobrir que jamais será aceito no coral ateniense?   

- Ora, mas que disparate!

- Exatamente, senhor!

- Eu quis dizer absurdo! De que jeito um cavalo de madeira poderia ganhar vida?

- Da mesma forma que uma fênix consome a si mesma para se transformar em ovo e a Medusa transforma quem a vê de frente em pedra - corre o boato de que o nariz dela tem formato de quimera tocando harpa tem algo a ver com isso. Se bem que, como estes boatos se espalham, já que ninguém sobrevive pra contar?  

- O que quer dizer com isso, soldado?

- Quero dizer que, num mundo onde podemos ser raptados por grifos enquanto estamos tomando o café da manhã ou pisoteados por gigantes enquanto assistimos a uma partida de lança-fauno, uma coisa não pode ser considerada mais ou menos absurda do que outra.

- Hmmm... É verdade, soldado. Mas mesmo assim, olho nesse cavalo. Essa guerra já durou tempo demais e não precisamos de mais problemas, além dos que já temos.

- E por falar nisso, o senhor sabe o que causou essa guerra mais sem sentido do que um kraken com alergia a água? O boato que corre na pergaminet é de que tudo começou por causa de uma maçã de ouro pertencente à Éris, deusa da Discórdia - mais recalcada que professor gago - que foi ofertada a três deusas, Atena, Hera e Afrodite. Como nenhum deus era doido de cair na inimizade das perdedoras, escolheram Páris - um mortal - que escolheu Afrodite porque gostava de Helena, esposa de Menelau, e queria... Resumindo, tivemos essa guerra por causa dos caprichos dos deuses. Ou deusas, neste caso. Lamentável isso, não?

- Lamentável seria se tivéssemos entrado em guerra contra os gregos por causa de uma maçã normal, isso sim!

- Então o senhor quer dizer que faz sentido nós mortais nos engalfinharmos como harpias disputando um pernil de boi por causa das tramas dos deuses?

- Na verdade, não cabe a nós questionarmos o que os deuses arquitetam para nós. Uma vez tecido e medido nosso fio da vida pelas Parcas, nada podemos fazer. Você esquece que, nada de deuses, nada de mundo mortal!

- E isso não é nada animador. É como nadar, nadar... E nada. Será que não podemos... Ahn... Negociar alguns anos a mais com elas, oferecendo alguns pequenos serviços em troca, como matar um minotauro que está incomodando aqui, tacar fogo em uma hidra que está fazendo barulho ali...

- Se você pudesse encontrá-las, soldado, poderia perguntar a elas, não acha?

- E... Eu posso mesmo fazer isso, senhor?

- Não, não pode, já que tem de ficar aqui, tomando conta do cavalo!

- E... Porque os demais soldados não podem fazer isso?

- Porque eles estão ocupados demais bebendo, falando mal uns dos outros e contando piadas sem graça tipo “Porque o ciclope Polyfemus atravessou a rua? Para tentar apanhar o argonauta que o cegou do outro lado”! Entendido?

- Sim... Senhor. Só mais uma coisinha. Se os deuses controlam tudo que fazemos, então não podemos ser responsabilizados por nada, certo?

- Hmmm... ERRADO! Você vai servir de brinquedo de morder de do Leão de Neméia se não aprender a cumprir ordens!

- Bem... Acho que ninguém jamais se tornou lenda apenas seguindo ordens, não? Acho que, assim como este cavalo e o Pomo da Discórdia - vi esse nome no fofoqueiro.perg -  o livre arbítrio é um presente dos deuses para nós mortais que deve ser usado sabiamente. E me parece que os deuses se divertem ao vermos repetirmos os mesmos erros que eles.

- E ninguém jamais se tornou uma lenda apenas sendo espirituoso nas horas mais inconvenientes, sabia? E Hades com certeza deve se divertir castigando pessoas como você no Tártaro.

- O fato de eu ser espirituoso irá fazer com que meu espírito seja castigado? Hmmm... Hades... Há de saber o que faz...

  

41 comentários:

  1. Jacques, se os troianos tivessem dado ouvidos a Laocoonte - o inventor da expressão "presente de grego" - talvez as coisas fossem bem diferentes. Mas por que raios e setas de Hércules o sacerdote foi lançá-las no cavalo e morrer fulminado? Cara estranho...

    Os caprichos dos deuses! Se tivessem inventado a internet e o Facebook naquele tempo, estariam compartilhando indiretas uns para os outros e fotos de gatinhos, e não se disfarçando de cisnes e correndo atrás de ninfas nas florestas.

    Abraço, Jacques!

    ResponderExcluir
  2. Olá, amigo Jacques!
    Essa versão da guerra de Troia ficou muito melhor que a original, pois tem mais comédia que tragédia.
    Seria bom os troianos não conhecerem a máxima "a cavalo dado não se olha os dentes", porque se fossem ingratos, iriam olhar os dentes e perceberiam os facínoras escondidos no seu ventre.
    Pergaminet foi uma grande sacada.
    Se pensarmos bem, quase todas guerras são provocados por motivos fúteis ou banais. O homem é violento por natureza, como os felinos.
    Cara, fiquei impressionado com seu imenso conhecimento de mitologia grega.
    Tudo aqui está muito agradável e divertido.

    Abraços fraternos do amigo.

    ResponderExcluir
  3. Oi Jacques!
    "Cavalos Dados" são um grande perigo!!!!!

    Abração
    Jan

    ResponderExcluir
  4. Cavalo dado, ou presente de político em busca de votos? Meu abraço.

    ResponderExcluir
  5. Jacques,

    Tchê, os gregos é que sabiam se divertir. Pelo menos as mitologias deles eram locas de especiais barbaridade! E que conversa engraçada, piada de caserna sempre tem este tom solene e esculhambável ao mesmo tempo.

    =)
    Marcos

    ResponderExcluir
  6. Jacques, guri de Pelotas!
    Muito tri!
    Embora goste do tema: mitologia, pouco leio ou já li a respeito.
    Mas senti o "às avessas" na desconstrução mítica e na construção de uma comédia a partir da tragédia, e isso foi muito inteligente. Nada mais que uma bela ironia ao melhor estilo Jacques, sobre valores e desvalores do ser humano, aqui no paradoxo: ganhar/perder.
    Abração!
    Vou entrar num pequeno recesso lá no blog e volto em 2013, mas seguirei lendo por aqui, como sempre segui, mesmo que por ventura não comente.

    Ótimo Natal e ano novo para ti e família!
    Obrigada por tua companhia neste ano de 2012!

    ResponderExcluir
  7. Oi Jacques,

    Tudo bem? A guerra de Troia sobre o seu olhar ganhou inovação. Gosto desse ditado que cavalo dado não se olha os dentes, mas penso que presente de inimigo deve ser aberto como se fosse uma bomba atômica. Enfim, os deuses continuam espertos.

    Boa semana!

    ResponderExcluir
  8. Oi Jacques
    Mais um texto brilhante que nos faz rir e refletir. Muito bom! Eu reconheço que sou adepta do ditado "cavalo dado não se olha os dentes" kkkkkkkkk, igual "de graça até injeção na testa". Meu caro amigo, foi um prazer ter te conhecido esse ano, vc é mais que esse cara inteligente com textos com sacadas maravilhosas, vc é sensível e amigo também. Não sei se vc viu o blog da Patrícia mas vc ficou entre os eleitos no blog dela, como melhores desse ano. Parabéns, vc mereceu!
    Bjos. Fique com Deus! Um 2013 abençoado para ti e tua família!

    ResponderExcluir
  9. Menino sensacional onde se arruma tudo isso é que não sei, adorooooooo!!! rsrsr

    Parabéns por estar entre os vencedores da Primeira Edição Xícara de Ouro com certeza as indicações foram merecidas pois seu blog é excelente.

    ResponderExcluir
  10. Lendo seu conto me senti como um "Simpson" grego. Nunca gostei de cavalos dados, porque nunca acreditei que uma guerra como a de Tróia fosse causada por causa de uma traição. Se eu fosse o soldado, com certeza também não tomaria conta do cavalo.

    ResponderExcluir
  11. Olá Jacques,

    Adoro mitologia, e seu texto ficou simplesmente brilhante..

    Abçs

    ResponderExcluir
  12. Gostei de lembrar pq mitologia eu gosto
    muito, e tem razão cavalo dado não se
    olha os dentes já dizia meu avô,kkk
    Mas o texto é bem legal
    Abraços
    Rita!!!

    ResponderExcluir
  13. Oi Jacques! Enquanto cavalos forem dados, continuará a vigorar a conveniência: "aos amigos tudo, aos inimigos a lei". Abraços!

    ResponderExcluir
  14. OI JAQUES!
    AINDA BEM QUE OS TROIANOS NÃO CONHECIAM A MÁXIMA, "CAVALO DADO NÃO SE OLHA OS DENTES".
    IMAGINA SÓ, SE ELES FOSSEM FAZER ISTO?
    TEU TEXTO COMO SEMPRE, INTELIGENTE E ENGRAÇADO.
    ABRÇS
    http://zilanicelia.blogspot.com.br/ClickAQUI

    ResponderExcluir
  15. Jacques
    Menino inteligente. Estou ainda com problemas de conexão, mas volto para ler as suas postagens.
    Até.
    Uma boa noite.
    Abraços.

    ResponderExcluir

  16. Amigo Jacques,

    "Pergaminet"!!!! - Adorei essa.
    Estou impressionada com seus conhecimentos sobre mitologia grega. Conhecimento e cultura, além de inteligência, sobram em você, hein?
    Sempre ouvi esta expressão citada por você, ou seja, "cavalo dado não se olha os dentes", mas sempre achei que não é bem assim . Afinal, o cavalo de Troia é a prova deste meu entendimento-rsrs.
    Vejo as guerras com injustificáveis. Nada existe que não possa ser resolvido com um bom diálogo ou até um mau acordo.
    Finalmente, é de convir que embora tudo que fazemos esteja sob o olhar divino, o livre arbítrio nos foi dado exatamente para que aprendamos a fazer as nossas escolhas. Escolhas erradas são punidas por si só, com suas respectivas consequências.

    Excelente, Jacques.

    Desejo-lhe um alegre e abençoado Natal e que o ano vindouro seja de paz, saúde, próspero e de sonhos realizados.

    Obrigada pela atenção e carinho que emprestou ao meu recanto neste ano que ora finda e espero que estejamos novamente juntos em 2013.

    FELIZES FESTAS!

    Meu abraço.



    ResponderExcluir
  17. Olá Jacques , boa noite!!

    Achei muito divertida a sua versão da guerra de Troia,que ao contrário de um "presente grego", é um presentão de bom humor e inteligência, que me fez rir, inclusive dos comentários que se seguiram...Rsss

    Como sempre, você é o máximo, meu amigo!

    Feliz Tudo pra vc e sua família!

    Beijos da Lu...

    ResponderExcluir
  18. Jacques nada passa despercebido aos seus olhos e ouvidos.
    rsrsrsr muito bom.
    Beijos!!!

    ResponderExcluir
  19. Você já fez o pedido do seu livro?
    Eu fiz, já tem 5 dias úteis e até agora nada. Pedi ni dia 12 , conto os dias para receber.
    A capa que é a recepção ficou linda.
    Estou ansiosa.
    beijos!!!

    ResponderExcluir
  20. O seu texto é um presente que se pode abrir sem cautela. Vem recheado de cultura e bom humor. Embora o ditado seja antigo, ainda hoje é utilizado e sem o cuidado necessário (rss). Por isso, muitas vezes o dito "presente" acaba causando mágoas.
    Jacques, amigo atencioso e cheio de talento, tenha um Natal de amor e paz, ao lado dos que lhe são queridos. E que 2013 lhe traga a continuação dos projetos felizes, contribuindo para sua realização, em todos os sentidos. Bjs.

    ResponderExcluir
  21. Primeiro gostaria de dizer que o termo pergaminet ficou muito bom. Talvez o cavalo ganhasse vida, e foi isso que aconteceu, não?
    Heróis viram lendas, mas para onde vão? Mortais tentam virar lendas e são castigados, interessante.... Hades realmente deve saber o que faz.
    Grande Abraço

    ResponderExcluir
  22. Pois é Jacques, desde os tempos antigos ainda temos mania de culpar os deuses (Deus, nesse caso) pelo caos e pelas injustiças; ou até mesmo pelas unhas quebradas, infelizmente.
    Esquecemos da nossa capacidade de escolha, de discernimento sobre o que é certo e o que é errado.
    Se lembrassemos disso, haveria menos desordem, com certeza.

    Grande abraço e feliz Natal.

    ResponderExcluir
  23. Muy buen texto Jacques, un placer.
    que tengas un buen fin de semana.
    ¡Feliz Navidad!

    ResponderExcluir
  24. Jacques, querido amigo!Guerra de Troia, existe lendas, histórias da antiga Grécia,e muitas são verdadeiras,e o seu conto está divertido.Muito bom!Exitem tanto deuses no mundo, e cada um seguindo livremente o que aprecia, e Deus não são culpados pelo ato do homem.Enfim, ficou excelente seu conto.

    Amigo vim desejar um Feliz Natal cheio de alegrias,saúde, muita paz e um ano de 2013 cheio de novas conquistas e que todas elas sejam realizadas com muita luz no seu caminhar.Obrigada pela sua amizade e que continuemos a nossa amizade.Da amiga que te quer bem.Um feliz Final de semana.Bjs! Nati

    ResponderExcluir
  25. Visitando você para deixar meu recado
    bem especial, nesse maravilhoso final de ano.
    Porque já faz parte de uma amizade que admiro!
    …....... /)
    ……... ( , )
    ….….|░░░|
    ……..|░░░|☆ Boa tarde_(♥)_
    …..@|░░░|¸.¤“˜¨Vim deixar um abraço
    .¨˜“¤|░░ഐ¤ª@“˜¨¨Agradecer a sua presença e desejar um bom final de semana, e um Natal cheio de brilho
    …¨˜“გª¤.¸::¸.¤ª☆“˜¨¨.
    …¤¸*¸.¤ª“˜@¨¨¨***Abraços com carinho
    Rita!!!****.

    ResponderExcluir
  26. Vim desejar um feliz natal a ti e td sua família na santa paz de Deus.

    ResponderExcluir
  27. Oi Jacques

    Até tragédia grega vira comédia em suas letras litológicas! Muito bom!

    Desejo um Feliz Natal a você e a sua família e um ótimo 2013!

    Abraços

    ResponderExcluir
  28. Te deseo lo mejor para vos y los tuyos en este 2013!
    Que estas fiestas sean motivo de muchas felicidades, junto a nuestros seres más queridos, compartiendo con ellos un momento de esos que quedan grabados para siempre, repleto de alegría, risas, anécdotas, abrazos y deseos de felicidad.
    (⁀‵⁀,) ✫✫✫
    .`⋎´✫✫¸.•°*”˜˜”*°•.✫
    ✫¸.•°*”˜˜”*°•.✫✫
    .•°*”˜˜”*°•.✫✫✫ FELICES FIESTAS!
    Cristina.

    ResponderExcluir
  29. OI AMIGO JACQUES
    Que neste novo Ano que se inicia você possa encontrar:
    AMOR, PAZ, SAÚDE, FELICIDADE, LUZ,
    SUCESSO E PROSPERIDADE!
    Com muito carinho e esperança no coração.

    Que o amor, a paz e a felicidade façam parte
    da vidas de todos neste novo ano que
    está se iniciando.
    BOAS FESTAS!!!!

    ResponderExcluir
  30. Já sou fã dos seus textos, essa mistura com mitologia, então! *-* Me encantei! Que divertido! HAHA'
    Feliz Ano Novo! Abração! :)

    ResponderExcluir
  31. Oi Jacques!

    Geralmente, quando se houve falar em Mitologia Grega, estas acabam tragicamente. Porém, a tua está muito engraçada. Até me ri a ler! :)
    Meu amigo, desculpa a ausência. O frio aqui em Portugal é bastante intenso, o que regela-me as mãos e isto mantem-me longe do pc. Estamos no Inverno e para mim, isto é o Inferno, ou melhor, Hades! rsrsrs
    Parabéns pelo texto e feliz 2013. Que esse novo ano, seja rico em experiências que te inspirem a escrever mais histórias divertidas, mas também interessantes e reflexivas.

    Beijinhos,

    Cris Henriques

    http://oqueomeucoracaodiz.blogspot.com

    ResponderExcluir
  32. Os troianos eram mesmo inocentes! Pode um exercito derrotado deixar presentes sem que houvessem segundas intenções?
    Sua versão é bastante divertida!!
    Bonito é no mês de agosto quando as crianças soltam pombas brancas para selar anos de paz entre troianos e aqueus.
    Feliz ano novo!!
    Beijus,

    ResponderExcluir
  33. Jacques,
    Menino inteligente. Você é expert em tudo. Embora não seja boa conhecedora de Mitologia, seus diálogos me fazem rir. Acho-os geniais.
    Ofereço em agradecimento estes mindins (modalidade poética criada por Luna Di Primo) que gosto de fazer.

    Céus
    Cores
    Mil

    Mar
    Fogos
    Luzes

    Risos
    Vendo
    Chamas

    Clamam
    Amor
    E paz

    ( E )

    Sob o
    Sol da
    Manhã

    Sinta
    Novos
    Ares

    Muitas
    Garças
    Bailam

    Chuva
    Fina
    Cai

    Molha
    A sua
    Face

    Uma
    Nuvem
    Diz

    FELIZ
    ANO
    NOVO

    bjs

    ResponderExcluir
  34. Um ano repleto de muita felicidades, leitores, carinhos, tranquilidade, harmonia, paz e muita saúde.

    ResponderExcluir
  35. Olá Jacques. Há quanto tempo não te fazia uma visitinha! Estou passando para te desejar um 2013 cheio de triunfos e sorrisos. Um abraço fraterno.
    http://falandocomosmeusbotoes.blogspot.com

    ResponderExcluir
  36. Olá Jacques
    Estava com saudades de seus textos,ri muito com este. Sempre achei os troianos bem ingênuos, ganhar presente de quem esta perdendo e ainda mais que houve varias amostrar do ódio dos gregos contra os troianos. Enfim ri muito das comparações como: "um kraken com alergia a água" ri alto.
    Amigo agradeço as palavras em meu blog fiquei feliz e emocionada pelo carinho e compreensão.
    Te desejo um novo ano maravilhoso e um fim de semana para lá de especial. Beijinhos

    ResponderExcluir
  37. Genial Jacques, principalmente pela reflexão que você faz acerca dos mitos, o que não difere muito das crendices que temos atualmente. Gostei do trecho sobre o livre arbítrio, que não o é de fato e as histórias fantásticas que ninguém nunca sobreviveu para contar...

    http://www.sublimeirrealidade.blogspot.com.br/2013/01/kon-tiki.html

    ResponderExcluir
  38. Tem um ditado que diz que cavalo dado não se olha os dentes. Mas é bom olhar o recheio. Lembra de Troia?

    abraço

    ResponderExcluir
  39. Jacques,
    Você transformou a tragédia em uma comédia deliciosa!
    Que delícia.
    bjks doces.

    ResponderExcluir
  40. MuuuuuuuuuuuuuuuiiiiToooooooooooo melhor que a original Jacques!
    Parabéns meu amigo, adorando visitar seu blog!
    Seu blog é ótimo!

    Abração

    Lyu somah
    http://lyusomah.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir