terça-feira, 18 de setembro de 2012

Ação, reação e conspiração





- Nossa, eu me lembro desse brinquedo, o Pirocóptero, um pirulito que vinha com um hélice para encaixar na haste e sempre, SEMPRE voava pro telhado e tínhamos de subir pra pegar de volta. Era uma relação atrativo-simbiótica tipo mostarda/cachorro quente ou filme de ação/ comercial de refrigerante.  

- E daí quebrávamos as telhas e éramos obrigados a comprar outras. Que coincidência, não é mesmo?

- Sim, o que é... Essa não.

-“Essa não”, o quê?

- Você está com aquela expressão “Sr. Burns dos Simpsons assistindo documentário sobre preservação da vida selvagem”, o que quer dizer que deve estar achando que um simples brinquedo de criança é mais uma conspiração tão sem pé nem cabeça quanto um lutador de sumô trabalhar como pianista.

- É mesmo , é?

- Sim.

- E... Quem foi que lhe contou isso?

- Ninguém, eu deduzi sozinho.   

- Da mesma forma que você “deduziu” que muitos vídeos de ovnis não são “realistas” o suficiente para serem verdadeiros, não?

- Quando você pausa o vídeo e consegue ver “Made in Taiwan” escrito na parte inferior do ovni, sim. Mais falso do que atleta profissional fazendo propaganda de salgadinho sabor batata frita. E porque é que chamam aqueles vídeos de “amadores”, se já foram feitos centenas deles? Como alguém pode ser profissional em fazer filme amador? Isso sim é um verdadeiro mistério.

- Irrelevante! E obviamente aquelas falsificações grosseiras são colocadas junto dos vídeos genuínos para levar as pessoas a ignora-los. Típica estratégia de contra-informação!

- Estratégia de quem?

- Aí é que está! Não sabemos!

- E como sabem que os vídeos são verdadeiros?

- Se o pessoal do Conspirados.org fala que são, então são.

- Tem de se ser bem pouco são para acreditar nisso realmente. E ponto org? Como é que... Deixe-me adivinhar, o pessoal deste site não pode revelar a verdadeira identidade e nem revelar as fontes de seus vídeos porque isso é mais secreto do que o número do apartamento do Clark Kent , certo?

- Você está sabendo demais...

- Ah, por favor, o que esse pessoal destes sites de conspiração quer é só vender camisetas, almofadas de mouse, chaveiros, pen drives e biscoito pra hamster customizados! E você ainda os leva a sério?

- Alguém tem de levar a insanidade a sério, sabia?

- Concordo! Conhecimento sem um pouco de insanidade é como ovo frito sem orégano: é bom, mas poderia ser muito melhor. E insanidade sem propósito é apenas loucura! Assim como é loucura querer acreditar que tudo que acontece aqui na Terra é culpa dos e.t.s. (eternamente temidos simbolicamente). Vai me dizer que daquela vez em que você tirou nota baixa em História e ficou de castigo por duas semanas, foi culpa dos e.t.s.?

- Em parte, sim.

- Ah, mas...

- Nós ficamos jogando Space Killers até tarde e você sempre, SEMPRE batia meu recorde!

- Ah, é, eu tinha até esquecido isso. Sua culpa de ter nascido com a coordenação motora de um terremoto epilético.

- Eu... Não quero falar sobre isso.

- Tudo bem. E, ao invés de ficar acreditando nestas conspirações absurdas, você devia procurar saber a verdade sobre...

- A Verdade está...     

- Dentro de nós, onde sempre esteve! Se, é claro, formos fortes o suficiente para buscá-la. Mas não dá para culpá-lo, já que todo mundo tem suas manias pouco ou nada convencionais.

- Tipo... Colocar queijo ralado na sopa?

- Eu... Não quero falar sobre isso.

30 comentários:

  1. Pois é, o macaco esconde o rabo e puxa o do outro. Sempre é assim, os defeitos dos outros e manias são mais perceptíveis que os nossos...
    Olha eu acho que teve um exagerozinho aí no "Pirocóptero" pois o que eu conheço não fazia estrago em nada, quanto mais quebrar telhas.
    beijokas doces Jacques!

    ResponderExcluir
  2. Oi Jacques

    Este pirocóptero era uma febre!

    Manias não convencionais foi até bem brando rsrs, todos temos nossas doideiras.

    Ps: eu coloco queijo na sopa. E adoro!

    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Jacques,

    Vou experimentar pôr orégano no ovo frito, boa dica. Interessante é que o diálogo começou com aquele pirulito, que eu lembro, e tomou um rumo diferente até voltar à infância. O povo antigo acreditava em divindades, agora estão acreditando em ET. =D

    ResponderExcluir
  4. Jacques, guri de Pelotas!
    Acredita que não me lembro desse piricóptero?
    Mas me lembro das balinhas soft, e sempre me engasgava comendo aquilo..., também do chiclet que vinha com uns aneizinhos (para usar, não para comer), ou carrinhos, lembra?

    Mas manias todos temos, e os defeitos então... aí que temos mesmo, e sempre aparece um engraçadinho para nos lembrar de tudo isso, e aí não fica tão engraçado, né?

    Hummmm... acho que também vou colocar culpa nos ETs por uma série de coisas hehe

    Queijo ralado na sopa, e orégano no ovo frito é habitué aqui em casa, mas se tu falasse em água em pó... aí a coisa ficava complicada :)

    ResponderExcluir
  5. Oi Jaques,

    Tudo bem? O seu texto em lembrou um dialogo que tive com um professor há vários anos cuja temática era a baixa qualidade do produto chinês. Existia, como ainda há, muitos preconceitos, mas já naquele período, estimávamos que a China deixasse de fazer engenharia reversa e com o aumento da educação, a melhoria da qualidade surgisse. Hoje vejo no Japão, o ícone da qualidade, a dependência de produtos chineses, inclusive, EUA. Então, pensei no seu texto, pois há muito o que se fala, sem compreensão. Lembro que quando do lançamento do JAC no Brasil, duvidava-se da garantia de 06 anos.

    Acho que fugi do assunto, mas ação sempre haverá reação, principalmente se houver superação.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  6. Gostei, Jacques!
    "A verdade (NÃO) está lá fora", está dentro de nós, onde sempre esteve. Basta ter força e coragem para acreditar nela e encontrá-la.
    Esse diálogo foi entre Mulder e Scully ?
    Muito bom!
    Abraços!

    ResponderExcluir
  7. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  8. Eu vivi essa época, lembro-me de me divertir bastante com o Pirocóptero, tenho ótimas lembranças dessa época. Gostei bastante do texto principalmente por conter trechos de Arquivo x que era uma das minhas séries preferidas, mas também não deixa de ser uma realidade, tudo que vira febre é motivo para o surgimento de conspirações e mistérios, que por si só são desmentidos. Na verdade eu acho que somos viciados nessas paranoias todo ano arrumamos um fim do mundo diferente, acho que é isso que da o filing de viver.

    Abraços

    ResponderExcluir
  9. Jacques eu fiquei a ver navios por aqui, não conheço o brinquedo, quer dizer acho qu não nunca vi essa coisa de piricóptero q me lembra helicóptero, mas era um trabalhão ter um brinquedinho desses, não?
    O q mais gostei é essa mania de conspiração e tal adro botar a culpa em seres de outro planeta e em espíritos e etc s...
    Em parte, é bom saber q somos observados por "eles .
    Eu só compro coisitas nacionais e ponto...
    Quando digo q gosto do q é nosso, o pessoal ri, mas gosto não se discute, "minha mania era a boneca Barbie* ...Será q Ela "tão charmosa" era da China também? Sabe q nunca me liguei nisso...
    Nacional não era! Eu me contradisse, sim! Mas juro q não gostava das imitações.
    Acho q viajei no tema; qual é mesmo o tema?
    Conspirações(? É isso! Amei o finalzinho "todo mundo tem manias e também todos somos um pouco "insanos até mesmo na alimentação, pois eu odeio orégano...
    beijos "boa tarde pra Ti!
    # desculpa se me desviei do caminho, mas é assim mesmo.

    ResponderExcluir
  10. Se não fosse o não convencional a vida seria monótona demais! Os teus textos são geniais! Adorei! Um abençoado e feliz final de semana!
    Abraço carinhoso! Tem post novo!
    Elaine Averbuch Neves
    http://elaine-dedentroprafora.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Oi Jacques!

    Estes diálogos que escreves, fazem-nos sempre pensar.

    Eu acredito que existe muita conspiração pelo mundo, mas esta é criada pelos governos mundiais contra o povo.

    Excelente post!

    Resposta à tua questão de informática: em relação ao blog experimenta mudar o modelo e a template. Mas acho que isso ou é um bug, ou um vírus.

    Em relação ao modem vou dar-te uma sugestão, desinstala o modem que tinhas, o antigo e também o modem novo, depois reinicias o computador. A seguir, instalas o modem novo e voltas a reiniciar o pc. Depois diz se ficou tudo bem. Senão se calhar precisas de formatar... Que sistema operativo tens?

    Um beijo,

    Cris Henriques

    http://oqueomeucoracaodiz.blogspot.com

    ResponderExcluir
  12. Olá amigo
    Eu lembro muito bem destes Pirocóptero, o qual adorava brincar. Legal seu dialogo, muito criativo, fico de boca aberta para este seu talento amigo,de um texto engraçado e ao mesmo tempo refletivo. Parabéns.
    PS: Adoro queijo ralado na sopa.kkkkkkk

    ResponderExcluir
  13. Olá Jacques!
    Belo texto! Rapaz eu lembro muito bem do pirocóptero e principalmente da sua atração para não só cair nos telhados alheios mas também nos terrenos vigiados por cães ferozes! rsrsrrsrsrrsrrs.... Um diálogo inteligente que gostei bastante meu caro!

    Abraços, Flávio.
    --> Blog Telinha Critica <--

    ResponderExcluir
  14. Jacques,

    eu...não queria falar sobre isso, mas...adoro teorias conspiratórias. Uma das melhores é a da caneta BIC, saca? Sim, cuidado com estas aparentemente inofensivas canetas: elas são, na verdade, sondas extraterrestres que monitoram todos os hábitos e estágios da evolução humana.

    Foi isso o que Elba Ramalho tentou dizer quando foi "chipada". Na verdade ela recebeu uma canetada! A saudosa Tiazinha também viu um ovni sob influência desta sonda extraterrestre antes de assinar contrato para estrelar "As aventuras de Tiazinha" - por isso um fracasso retumbante e desde então ela não consegue assinar nem o retorno à Revista Sexy. BIC - Best Information Collector - estão por toda a parte! Cuidado!

    Da mesma forma que o Pirocóptero foi uma bem urdida ação do mercado sob a égide capitalista para o que chamamos hoje de obsolescência programada: para cada pirocóptero perdido nos telhados, a molecada comprava outros para repor aquele.

    Ah! E a fatia daquele pão em que você passou manteiga cair no chão justamente pelo lado cremoso não tem nada a ver com Murphy, o sábio: é outra trama muito bem urdida dos ETs que nos monitoram o tempo todo com as canetas BIC, Palitos Gina ( a moça é uma reptiliana disfarçada!), produtos QUAKER ( o tiozinho é um reptiliano disfarçado) e os lactobacilos vivos, pequenos organismos criados pelos ET que mandam informações sobre o funcionamento de nosso organismo para que os ETs tirem várias conclusões - dizem que os resultados registrados no cérebro de alguns cantores breganejos não é dos mais animadores. Mas o plano está indo bem: reduzir as funções da linguagem humana - tchu tchá tchá, tchê-tcherê-tcherê, ai, ai, ai, nossa, nossa e assim por diante, apenas para citar a língua portuguesa.

    Um abraço, Jacques. E cuidado também com os Pen drives...há mecanismos de monitoramento ETs por lá.

    ResponderExcluir
  15. Olá!Boa noite!
    Jacques!
    ....Toda história tem várias versões e cada versão depende do ponto de vista de quem a conta, por isso acho que a maior reação que alguém pode ter contra nossa ação é a teoria da conspiração, falando uma versão alternativa à versão convencional dita pela maioria, e você chega "ao ponto"(sic) de falar: eu não quero falar sobre isso...
    Obrigado pela gentileza da visita!
    Bom final de semana!
    Abraços

    ResponderExcluir
  16. Amigo Jacques,
    Cara, essa helicinha era meu objeto de desejo, mas, como não tinha como comprar nem ninguém não me dava (meu padrinho havia ido embora), brincava com o pirocóptero de meu tio quando ele enjoava, porém, logo me tomava e começava a me fazer inveja, assim como o Kiko faz com o Chaves.
    Quando pudíamos, enganchávamos num carrinho feito de lata (da "neguinho do óleo", lembre-se) para funcionar como cata-vento.
    A sátira como sempre, é de alto nível, bem argumentado e com ironia e humor finos.
    Ri muito com o lutador de sumô trabalhar como pianista.
    Sempre tem boas sacadas.
    Parabéns pela talento para comédia!

    Abraços.

    ResponderExcluir
  17. Olá Jacques, bom dia!
    Parabéns pelo conto; gostei muito, é por demais criativo e original, ademais, extremamente atrativo e interessante...
    Passei para, além de deixar meu abraço e votos de um ótimo final de semana, convidá-lo ver o Prosas Poéticas que teve início ontem e vai até o dia 5 de outubro. Espero, como sempre, poder contar com seu prestígio honrando-me com sua visita.
    Um abraço e até mais!

    ResponderExcluir
  18. Mais um belo texto, eu acho que tem muita coisa escondida mas certo exageros tbm.

    ResponderExcluir
  19. Oi Jacques
    Eu adorava chupar o pirulito só para para ver o pauzinho voar kkkkkkk. Quanto ao diálogo, sempre inteligente e reflexivo, parece até uma conversa no divã kkkkkkk.
    Bjão. Fique com Deus!

    ResponderExcluir
  20. Eu me lembro do pirocóptero! kkkkk
    Brincava com ele sempre dentro de casa pra não perder, mas isso aconteceu muitas vezes.
    Temos manias na infância, quando adultos, ideias fixas esquisitices... enfim cada louco com sua mania.

    Abração. Bom fim de semana.

    ResponderExcluir
  21. Pois é, a insanidade é sempre o melhor tempero da razão. Muitos conspiram com a verdade e contra, e não sabemos mais o que é, de fato, a verdade. Deve-se ter uma mente apurada para captá-la.
    Gostei de algo que você falou: ser profissional em fazer coisas amadoras. Nunca havia pensado dessa forma. Bastante interessante (mas os maiores profissionais dessa área, acho eu, são os idiotas que nunca evoluem).
    Ah... e quanto as manias... eu coloco queijo ralado na sopa =P
    Grande abraço

    ResponderExcluir
  22. No final do doce tinha um chiclete. rsrsrsr Cor de rosa.
    Você não perde o humor. rsrsrsr
    Quase que não consigo entra no teu blog. Deu trabalho.
    Beijos!!!!

    ResponderExcluir
  23. Bons tempo dese brinquedo era mesmo
    uma febre...gostei do texto
    um humor contagiante
    Abraços
    Rita!!!

    ResponderExcluir
  24. Jacques! Eu brinquei muito com o pirocóptero! Quanto à conspiração, existe e é preciso uma boa chave de braço para derrubá-la. Os seus escritos são bons para isso, quebrar paradigmas. Gosto, por isso não me canso de repetir.

    PS: Gosto também de receber os seus comentários sempre campeões em golpes de inteligência. Mas um dos comentários de hoje, me fez rir de mim e quiçá das mulheres em geral. O que você disse sobre a faxina é tão objetivo e prático quanto a mentalidade masculina. Sim, não feminista, tampouco machista. Porém, não posso negar que, por vezes, complicamos as coisas simples. Adorei o seu ponto de vista! Os seus comentários são muito importantes para mim. Obrigada.

    Abraços!

    ResponderExcluir
  25. Pode-se atribuir o caráter de conspiração a quase tudo (rss), dependendo do ângulo apontado. Você brinca e nos faz refletir sobre o que aponta, com especial humor, o que sempre aplaudo. Bjs.

    ResponderExcluir

  26. Olá Jacques,

    Você sempre inova em suas expressões, com por exemplo esta de "um lutador de sumô trabalhar como pianista"-rsrs- Demais!
    O ser humano, muitas vezes, prefere apontar culpados para todas as situações que lhe são adversas. É mais cômodo do que enfrentar os seus verdadeiros fantasmas e ter que admitir as próprias fraquezas ou incompetência para agir ou reagir diante delas.
    Por outro lado, entendo que uma pequena dose de insanidade e loucura, misturada à razão, pode tornar a vida mais temperada(rsrs).
    O final traz um excelente lembrete: a verdade está e sempre esteve dentro de nós. Buscá-la é uma questão de coragem.

    Excelente!

    Obrigada pelas atenciosas e agradáveis visitas.

    Meu abraço e votos para uma Feliz Primavera.

    ResponderExcluir
  27. Fala Jacques!

    Gostaria de ressaltar um singelo trecho, não obstante, notabilíssimo do diálogo:"[...] insanidade sem propósito é apenas loucura!" Realmente ótima, parabéns cara!

    ResponderExcluir
  28. Jacques, amigo querido, desulpe minha ausência, meu filho teve pneumonia e para completar meu blog deu problema, e tive que fazer outro,aparece os que eu sigo, enfim a luta continua.

    Achei interessante a sua lembrança do brinquedo, mesmo que estejamos insanos, é tem uma grande verdade, de louco todo mundo tem um pouco, e o trecho que vc relata das vendas de chaveiros etc...essa foi demais.Nem todos tem coragem de falar a verdade e o E.T.S. aparece de vez em quando.Será que eles estão olhando o nosso planeta...Mas acho ele bonitinho.E tem uma coisa, existe outros planetas, mas o homem do planeta terra não é o único kkkk e a nota baixa culpa dos e.t.s....Foi pq não estudou .....Você é muito bom para escrever e fazer eu rir.

    Beijos no coração.Nati

    ResponderExcluir
  29. Querido amigo
    Que lembrança gostosa desse brinquedinho. Passando para agradecer sua visita no meu cantinho. Para vc uma maravilhosa primavera cheia de flores para vc.
    Ana

    ResponderExcluir
  30. Jacques
    Eu me lembro bem desses pirocópteros. Os meninos brincavam na rua. Até minha filha tão pequenininha brincou. E eram muito mais interessante do que os brinquedinhos que hoje acompanham os lanches do Mac Donald's, não é?. Os tempos mudam.
    Como sempre só risos nos seus diálogos.

    Bjs.

    ResponderExcluir