sexta-feira, 26 de outubro de 2012

Blogagem coletiva Lendas Urbanas - A lenda do Pipoqueiro Fantasma


- Desde que chegamos perto deste lugar, você está mais angustiado que guarda de trânsito em dia de falta de energia elétrica. Não vai me dizer que tem...

- Medo de passar por aqui à noite? Só por causa de alguma L.E.N.D.A. (literal exagero nefasto disseminado aleatoriamente) inútil? Não, porque?

- Paciência para esperar que eu...

-Termine de formular as perguntas? Também não.

- Exatamente. E... De qual L.E.N.D.A. estamos falando, mesmo?

- Ora, da mais tenebrível, amaldiçoenta, e horrorível...

- Mania de criar palavras?

- Pior. Muito pior. Me refiro ao terrível “p.f.”. Buuuuuhhhhhh.

- E agitar as mãos feito um guru charlatão de 0-800 com transtorno obsessivo compulsivo vai tornar essa lenda mais assustadora, por acaso? E “p. f.” de quê? Pimenta fermentada? Palhaço fanho? Por acaso seria o prato feito daquele restaurante aqui perto em que o pessoal da vigilância sanitária não chega perto nem por e-mail?

- Nada disso. É pior, muito pior. Me refiro ao Pipoqueiro Fantaaaasmaaaaaaa.  

- Ah, esse. Já ouvi rumores sobre ele. E precisa falar deeesseee jeeeeeitoooooo?   

- Bom, eu... Achei que sim, já que sempre que alguém o cita, faz isso.

- Exatamente! É o tipo de coisa que só se faz porque todo mundo faz, tipo... Espirrar e fechar os olhos ao mesmo tempo.

- Você OUSA? OUSA questionar histórias passadas de geração a geração, que possuem a função de nos ensinar aquilo que devemos temer e deixar em paz para que a realidade continue a existir, ainda que de forma tão frágil e fugaz quanto um espirro de borboleta?

- Frágil está o seu bom senso, isso sim. Estas crendices servem apenas para que externemos nossos medos, falando deles para outras pessoas, que certamente sentem o mesmo que nós sobre o desconhecido.

- Qual desconhecido, o Pipoqueiro Fantasma?

- Não esse desconhecido, eu me refiro ao desconhecidoooooooo.

-Ah, esse desconhecido. Pode ser, mas eu prefiro não mexer com entidades que podem nos apagar da 
existência de uma forma tão sutil quanto programas de entrevista surgindo inesperadamente no meio da programação da tv.

- Que seja. Cada um com seu cada um. Mas e o Pipoqueiro fantasma? Porque ele era tão temido?

- Você... Não sabe?

- Não. Por acaso ele... Usa sua intangibilidade para entrar nas casas das pessoas e tirar seus cds da ordem para provocar o caos? Não sei como ele consegue fazer isso sendo um fantasma, mas...

- Que nada. É pior. Infinitamente pior.

- Então ele... Tira as pilhas do controle remoto da tv e as troca por pilhas quase gastas, só pra ver a pessoa dando socos no controle e daí ele filma isso pra colocar na internet?

- Issh. Muitíssimo pior do que isso.

- Então ele... Hmm... Fica... Ahn... Contando piadinhas sem graça, tipo “O que o tijolo disse pra tijola? Há um ciumento entre nós!” até que a sanidade desta pessoa se dissolva igual a bom senso em final de novela e a pessoa se torne um zumbi espalhador de piadinhas sem noção para todo o seeeeempreeee?

- Nossa, agora conseguiu me assustar, mas não é nada disso, não.

- Desisto.

- Ainda bem.

- E então?  

- Então, o quê?

- O que é que o Pipoqueiro Fantasma faz de tão ruim com as pessoas? Qual sua origem? É verdade que ele tinha um dedo do pé que parecia o rosto do Ernest Borgnine?

- Bem, o que se pode dizer sobre ele é que o castigo para aqueles que zombam de seu poderoso poder é tão indescritivelmente indescritível que...

- Você não sabe não, né?

- Bom, eu... Quer dizer... O... Olhe aqui, deve ter um bom motivo pra essa L.E.N.D.A. ser tão terrível a ponto de não ser contada, não é?

- Ela é famosa por ser desconhecida. Paradoxal, não?

- Sim. Como a própria condição humana.

- Agora você falou algo certo e...

- Obrigado, eu...

- E isto com certeza... Me assusta.

Este post faz parte da blogagem coletiva Lendas Urbanas, promovido pelos blogs Escritos Lisérgicos e Uma Pandora e sua Caixa


42 comentários:

  1. A quem você compra pipocas??????
    Já observou seu dedos????
    rsrsrsrs
    O poder do pipoqueiro é desconhecido até mesmo do pipoqueiro.
    Beijos!!!!

    ResponderExcluir
  2. Olá Jacques, boa tarde!
    Com satisfação, venho lhe convidar para participar do 1º CONTOS E PROSAS do Vendedor de Ilusão.
    Veja a notícia no blog e saiba das condições e as datas da realização do evento.
    Esperando que se anime a participar enviando um dos seus Contos, deixo meu abraço.
    Até mais!

    ResponderExcluir
  3. rsrsrsrs... uma L.E.N.D.A tão temida que não deve sequer ser contada. (Adoro essas "siglas" que você inventa)

    Lembrei de um trecho do livro "Chapeuzinho Amarelo": "O medo do medo do medo do medo..."

    Parabéns pela participação na blogagem!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. kkkkkkkkkk também reparei isso!! Mas o intuito foi mesmo nos deixar curiosos!! Valeu Jacques!
      Também tenho as minhas teorias sobre as lendas e nunca pude confirmar qualquer uma que contaram para mim, mas já vi gente morta. Mas sabe que até isso eu questiono? Como a minha mãe dizia: A gente só vê aquilo que acredita. Por conta disso, me protejo.
      As lendas sempre foram criadas com o intuito de punição. Não faça isso, senão... assim como certas coisas, os mais velhos, principalmente as mães, criavam-nos para que fóssemos ordeiros, organizados... como não varrer os pés de alguém, não deixar chinelo virado para baixo, não deixar roupa virada do avesso, não deixar porta dos armários abertas quando for dormir... e por aí vai. A casa ficava organizada e elas nos mantinham "domesticados".
      Só lhe digo que, duvide do que vê e respeite aquilo que você não vê.
      Boa blogagem!! Beijus,

      Excluir
  4. Gostei Jacques!
    Vc soube como não contar uma L.E.N.D.A.

    Abração
    Jan

    ResponderExcluir
  5. Ahh neimmm! Esse amigo tagarela fala demais e nem deixou o outro contar.
    Mas eu sei o que o Pipoqueiro Fantasma faz e é tão terrível que é melhor não contar mesmo, pq corre-se o risco e ficar sobre a maldição dele.Lenda é isso?? kkkkkkkkkk adorei saber da sigla pela sua ótica.
    bjkas doces Jacques e um fim de semana maravilhoso.

    ResponderExcluir
  6. Oi Jaques,

    Tudo bem? Não gosto de lendas e depois de ler o seu texto, fico mais tranquila porque agora quando me denominarem estraga prazeres, vou lembra que lenda é só uma lenda.

    Bom final de semana!

    ResponderExcluir
  7. Olá Jacques , boa noite!

    Estava ansiosa pra vir ler seu post nessa blogagem, por causa da certeza que eu tenho do seu bom humor discreto, sua inteligência em criar diálogos e siglas, que aliás, adorei essa do texto e copiei pra mim, e logo imaginei que a sua participação nessa BC, seria leve , livre e solta, e não me enganei!
    O diálogo entre esses dois aí do texto, me pareceu mais uma forma de disfarçar o "medaço" que ambos estavam sentindo ali nas imediações "daquele" lugar, eu, heim...Tô fora!
    E esse "Pipoqueiro Fantasma" aí, hein?De onde saiu ? Nunca ouvi falar dele. Ele existe mesmo, ou foi criado por você? Se ele existir, então estou bem desatualizada!! kkkkkkk...

    Parabéns Jacques pela brilhante participação nessa BC. Adorei!

    Beijos da Lu...

    ResponderExcluir
  8. Oi Jacques

    Eu já achei emgraçado só pelo titulo, essa lenda é bem inusitada rsrs, mas que ao seu final nos brinda com uma bela lição. Humanos e sua manias, tão estranhas quanto as próprias histórias que cria.

    Abraços

    ResponderExcluir
  9. Essa eu não conhecia...
    Fiquei curiosa, mas se fosse criança, com certeza teria morrido de medo!

    Beijos

    ResponderExcluir
  10. Rapaz, essas lendas urbanas são sempre terroríficas! Mas vindo de Jacques o humorista, tinha de me fazer cair o cu de rir.

    =)
    Marcos

    ResponderExcluir
  11. Oi Jacques
    Vc é realmente o melhor kkkkkkkkk, mesmo numa BC, vc se destaca. Parabéns meu amigo. Adorei! Dei muita risada, fiquei pensando o que o pipoqueiro fantasma faria, será que ele assusta as crianças com pipocas murchas kkkkkk.
    Bjão. Fique com Deus!

    ResponderExcluir
  12. Jacques,
    Eu adoro os seus textos!
    E dou muito risada aqui, sozinha, quando leio o que você escreve. Esse ficou bom demais...
    Achei interessante o que você disse sobre as crendices servirem apenas para exteriorizarmos os nossos medos, na verdade, o medo do desconhecido. Faz todo sentido! Excelente conclusão!
    Ah...e não pense que passou despercebido o fato de que você nos fez rir ao ler o texto e agora, mesmo sem querer, zombamos do pipoqueiro fantasma. Hahaha! Jogada de mestre...

    Abraços!

    ResponderExcluir
  13. Olá Jacques.
    Primeiro quero agradecer sua presença no Eternamente e o carinho nos comentários.Desculpe minha ausência, porem estou por aqui novamente.
    Quando vi seu link lá no Escritos, tinha certeza que viria aqui e me divertiria com seu post.
    Parabéns por mais um brilhante texto.
    Um Domingo maravilhoso, beijinhos.

    ResponderExcluir
  14. *。¨* ✫ ” ✫. ☽¨¯*。.☆¨*。¯`☆¸.✫˚¯`☆
    Olha que lenda é essa, cada um conta a
    sua, e esse pipoqueiro fantasma da medo
    ou não......será apenas lenda, mas muitas
    delas dizem que são reais.....Parabéns pela
    Blogagem é gostoso participar
    Abraços de bom domingo
    Rita!!!
    *。¨* ✫ ” ✫. ☽¨¯*。.☆¨*。¯`☆¸.✫˚¯`☆

    ResponderExcluir
  15. Olá Jacques!

    Achei engraçada a tua participação. Parabéns! As personagens falam tanto no PF, mas acho que têm tanto medo de contar a história que nem se atrevem a dizer o nome das coisas atribuindo-lhes apenas siglas e abreviaturas. rsrsrs

    Também estou a participar nesta bc.

    http://oqueomeucoracaodiz.blogspot.pt/2012/10/3-bc-escritos-lisergicos-lendas-urbanas.html

    Bom domingo!

    Abraços,

    Cris Henriques

    ResponderExcluir
  16. Vou deixar aqui o comentário do amigo Christian V. Louis, que não consegue comentar aqui de jeito nenhum.
    Valeu pelos elogios e pela criação de mais esta excelente blogagem coletiva.
    "Literal Exagero Nefasto Disseminado Aleatoriamente...
    Eu já estou achando que seu blogue está virando uma L.E.N.D.A para mim, visto que toda vez que tento comentar, manda eu logar de volta, tentei umas três vezes, quatro com esta e não é lenda, aliás, nem sei se vai desta vez, a esperança que tenho me baseio no blogue da Luciana Souza, que estava ocorrendo a mesma coisa e pelo visto arrumou o bug. A Joicy tampouco estava conseguindo comentar por lá, já estava achando que o problema era só comigo e ficando tão paranóico quanto os personagens desta sua lenda "não-lenda". rs
    O título Pipoqueiro Fantasma me remeteu a um filme antigo de classe B (ou Z, não sei classificar além de filme de terror antigo e tosco) que assisti na casa de um colega. A diferença é que o cara não era um pipoqueiro e sim, um sorveteiro, que usava partes de suas vítimas e misturava no sorvete que vendia. Ele sequestrava crianças ou algo do gênero, não me recordo direito porque já tem uns dois anos que vi, apenas lembro claramente do carrinho todo cheio de coisa e da cara insana do psicopata.
    Seu post saiu como eu imaginei que fosse, com sua característica inconfundível de escrever. Muito bom! Obrigado por participar e, se não der certo, eu vou enviar pelo grupo do Facebook.
    Até mais!"

    ResponderExcluir

  17. Oi Jacques,

    Brilhante sua participação. Sua criatividade é ímpar. O significado da sigla criada é realmente uma tirada genial.
    Já ouvi rumores sobre vários fantasmas, mas nenhum que se referisse a um "pipoqueiro" -resrsrs. Bom, é melhor não zombar dele, já que os efeitos do castigo são tão indescritíveis...

    Bacana, Jacques. Muito divertida a sua participação.

    Abraço.

    ResponderExcluir
  18. Mesmo sem saber que maldade pode provocar, a lenda insiste em voar na noite escura, assustando. E você não surpreende a quem já está habituado a ler seus diálogos. Foi brilhante! Bjs.

    ResponderExcluir
  19. Jacques, li duas vezes, ri duas vezes! Impressiona-me essa sua capacidade criativa, tanto para os diálogos como para os neologismos, pode-se chamar assim as palavras que você "inventa", e das siglas então, nem tem o que dizer, a não ser que são geniais. E as comparações...rsrs, hilárias e originais.

    Pode ser que os dois do diálogo estivessem com medo do tal desconhecidoooooo, pode ser que estivessem conversando assim e andando rápido, muito rápido, para se afastarem o mai rápido possível do território do P.F... Pode ser que estivessem apenas conversando sobre a L.E.N.D.A, mas... o inquietante e verdadeiro mistério não foi revelado: Quem seria o P.F? O que fazia o temível P.F? De onde vinha o temível Pipoqueiro Fantasma??...

    Totalmente brilhante! rs.

    A propósito, o filme que o Christiam viu: seriam parentes, o sorveteiro e o pipoqueiro? Ou amigos, ou quem sabe, concorrentes...?


    Um abração, Jacques!

    ResponderExcluir
  20. Jacques
    Menino inteligente
    Não gosto muito de lendas. Algumas sempre me amedrontam. Mas vindo de você o consciente guerreando com o inconciente, sei que fico em cima do muro só me divertindo.
    E esse pipoqueiro fantasma KKK.Quantas pipocas pulando de rir.

    Um lindo dia para você.
    bjs

    ResponderExcluir
  21. Olá Professor Jacques, recebi o "Prêmio Blogger Versátil" e estou oferecendo-o a você. Sinta-se à vontade para aceitá-lo ou não.
    O seu blog está entre os agraciados por oferecer aos leitores rico conteúdo educacional.

    O prêmio está neste link:

    http://construindohistoriahoje.blogspot.com.br/2012/10/o-construindo-historia-hoje-recebe-o.html

    Abraço, Deus lhe abençoe me nome de Jesus Cristo.
    Leandro Claudir

    ResponderExcluir
  22. Olá Jacques,
    com humor refinado vc retratou neste diálogo o que se pode chamar de Imponderável da Silva;existe, mas quem o viu? Só as pipoquinhas assustadas, rsrsrs...
    Excelente participação.Aplausos!
    Abraços,
    Calu

    ResponderExcluir
  23. Ôi Jaques! Adorei! Como sempre, rsrsrs! O pipoqueiro é tão fantasma que não consegue enxergar nem a própria pipoca.... pode?!?.... Por isso dá medo, é invisível e crocante....Huuuuuaaaaahuahuahuahua.....Parabéns pela participação na BC! Um abençoado e feliz início de semana!
    Abraço fraterno e carinhoso!
    Elaine Averbuch Neves
    http://elaine-dedentroprafora.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  24. AMIGO QUERIDO
    Passando para te agradecer a força e apoio na hora em que mais precisei.
    Fiquei tão feliz com cada gesto de carinho que recebi.Meu muito obrigado.Uma feliz semana. A cirurgia da minha filha foi um sucesso graças a Deus.
    Ana

    ResponderExcluir
  25. Jacques, achei ótimo seu texto! Muito bom mesmo. Ri com os dialogos e achei as tiradas geniais. Gosto do jeito que escreve e gostei da sua participação nessa BC, deixando um pouco o ar sombrio do tema de lado e inserindo esse tom de comédia que lhe é caracteristico. Parabéns pela criatividade!
    E, realmente, a lenda do P.F. deve ser tão assustadora por ser tão misteriosa. Afinal, os nossos maiores medos são geralmente derivados de coisas desconhecidaaaaas pra nós. Não é mesmo?

    Beijos.

    ResponderExcluir
  26. Gostei da tua definição de lenda. Literal exagero nefasto disseminado aleatóriamente. rsrsrs. Também gostei da história do tijolo, agora a do pipoqueiro ainda gostava de saber qual é... mistérios da vida!...
    O que te aconteceu, de não conseguires entrar no meu blog, também já me tem acontecido com alguns seguidores. É muito chato! Ainda bem que encontraste outro caminho para os meus botões.
    Gostei da tua participação. Esta BC está o máximo!
    ´Beijinho carinhoso.
    http://falandocomosmeusbotoes.blogspot.com

    ResponderExcluir
  27. Olá amigo
    boa tarde
    Eu berkunjug e ler suas mensagens
    muito bom
    Eu gostei
    obrigado

    ResponderExcluir
  28. Oi, Jacques, fiquei nervosa à toa (?)
    acho que essa lenda nem existe, nunca ouvi falar e, se é lenda do "medo do desconhecido, eu já estou fora disso...Pudera! Vivo entre medos "bem conhecidos.
    Jacques, a lenda que mais ouço por aqui é da mulher de branco q aparece nos banheiros das escolas; já juraram de pé junto q "Ela existe. Eu já levei muito susto por causa dessa "mulher e as crianças, às vezes pedem pra levar um amiguinho junto quando vão ao banheiro e aí o bicho pega !!
    beiju e volto sempre.
    # pf é o que como todos os dias "feito na Escola . tchauzinho tá quase na hora do pf ... rs / Não, é sério!

    ResponderExcluir
  29. Sua criatividade é sensacional, até hoje não teve nada que li aqui que não gostei, arrasou.

    ResponderExcluir
  30. OI JACQUES!
    FIQUEI COM MUITO MEDO DESTE PIPOQUEIRO E SUA L.E.N.D.A. É TÃO TERRÍVEL
    QUE NÃO VOU PASSÁ-LA PARA NINGUÉM...RSRSRSRSRSR
    MUITO LEGAL JACQUES, SEM PRE SURPREENDES.
    ABRÇS
    zilanicelia.blogspot.com.br/
    Click AQUI

    ResponderExcluir
  31. Jacques! Genial! As lendas trazem consigo essa oralidade da repetição e até da invenção de histórias e palavras. Adorei o texto. Abraço!

    ResponderExcluir
  32. Você consegue fazer qualquer tema tornar-se extremamente interessante com esses diálogos de jogadas inteligentíssimas. Cada vez que venho aqui surpreendo-me positivamente mais e mais. Abraço :)

    ResponderExcluir
  33. Olá!Boa noite
    Jacques...
    Bem, sobre seu estilo peculiar e genial de seus escritos nem preciso falar.
    ...eu penso que a população aceita as historias contadas sem discutir se ela é veridica ou meramente produto da imaginação "aventuresca" humana, e pelo fato de serem repassadas oralmente de geração a geração sofre alterações sobre, à medida que estão sendo recontadas ,...e a vantagem é que deixam de ser uma mera confissão individual para ser uma coletiva...agora que eram
    bons tempos aqueles...
    tínhamos medo de L.E.N.D.A.S....antes da meia-noite todo nós procurávamos o caminho de casa,com medo da Mula sem Cabeça, Pipoqueiro Fantasmaaaaaa, Lobisomem... mas,agora depois de conhecermos Jason, Freddy Krueger, Zombie perdemos um pouco de nosso medo...q foi o q eu achei no diálogo dos dois conhecidoooooooos
    Parabéns pela participação na BC.
    Ótimo final de semana!
    Abraços

    ResponderExcluir
  34. Oi Jacques!
    Arrasou hein?...Uma ótima e genial sacada com as palavras,um post que com certeza se tornará uma lenda.Bom demais.
    Abraço!

    Bruno

    ResponderExcluir
  35. Jaques, meu amigo, passando pra desejar um abençoado e feliz fim de semana de semana!
    Abraço fraterno e carinhoso!
    Elaine Averbuch Neves
    http://elaine-dedentroprafora.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  36. Olá Jacques, caro amigo,
    Vim saber das novidades e, além de deixar meus votos de um final de semana esplendoroso, aproveito para parabenizá-lo pelo Conto; achei magnífico!
    Abraço.

    ResponderExcluir
  37. Hahaha Jacques

    Só o título já me provocou umas boas risadas. Hilário!

    As lendas e os medos vão se propagando, até chegarem ao ponto de não sabermos mais o que exatamente tememos.

    Abraços!

    ResponderExcluir
  38. Jac, meu amadinho, vc me surpreende à cada dia. Conseguiu participar da B.C de forma maravilhosa! O significado de L.E.N.D.A encaixou como uma luva! PErfeito!!! hahahaahahah... uma participação imensamente bem humorada. Curti mil vezes!!!

    Quero agradecer seu comentário lá no Umas e outras, querido parento... agora que tudo voltou ao normal, estou de volta!!! :)

    JoicySorciere => CLIQUE => Blog Umas e outras...

    ResponderExcluir
  39. Olá Jacques,

    Muito bom caro amigo, o pipoqueiro fantasma vai entrar para a história...rs

    Abçs

    ResponderExcluir
  40. Olá, grande amigo Jacques!
    O texto é criativo, inteligente e divertido, como costumeiro.
    Onde o homem estiver, seja em ambiente campestre ou urbano é propenso a criar mitos e lendas talvez para explicar e se proteger do desconhecido.
    Eu acho todas lendas interessantes e teu texto sobre tais está genial.
    Esses dois questionadores são, realmente, demais!

    Abraços.

    ResponderExcluir
  41. Entro aqui para agradecer sua gentileza. Nossa, fico honrada e feliz por visitar minhas postagens. É sábio e muito generoso. Bjs.

    ResponderExcluir