sábado, 19 de maio de 2012

Walk on the wild side





- Sr. Kazinsky, a que se deve esse retorno do lendário grupo de rock metal Kidney of the Dragon?

- Bem, cara, nós já ficamos um bom tempo sem nos reunirmos e achamos que era hora de...

- Mas a última reunião do grupo foi há duas semanas! Coincidentemente, na mesma data de sua última briga.

- Ah é, isso aí cara. Nós tivemos um desentendimento passageiro porque o Ralph, nosso batera, ficou muito de cara ao descobrir que sua antiga peruca favorita foi doada para uma universidade, já que encontraram algumas novas espécies de fungo nela. Ele ficou mais aliviado ao saber que pode ganhar uma grana legal patenteando algum remédio que for fabricado a partir delas.

- E falando nisso, o que vocês têm a dizer para essas pessoas que dizem que o Kidney of the Dragon só voltou a se reunir por dinheiro?

- Só digo uma coisa pra esses críticos invejosos desgraçados: ração de lhama não se compra sozinha. E se você tenta alimentá-las com ração de outro animal, como guanaco ou alpaca, elas sacam na hora, cara! E a última plástica do Danny Lizardcrawler, nosso baixista, não deu muito certo, não... Ele pediu o rosto do Michael Jackson de 75 e os desgraçados o deixaram com o de 95! Precisa de grana pra arrumar isso, cara! Grana e tempo...

- E por falar em tempo, quando é que sai o seu álbum duplo “Corean Ideology”? Afinal, quem era o presidente quando ele foi prometido? Ronald Reagan? Curioso que ele continuou sendo produzido mesmo com a banda desativada...

- Muitos leigos não entendem que, quando se erra uma única nota, às vezes se tem de regravar o disco inteiro! Nós já sentimos muita raiva dessa gente ignorante que não entende nossa arte, cara! Mas nosso guru espiritual, Pradasha Givemore Moneyh, nos disse que “orgulho demais deixa os amigos pra trás”, daí nós quebramos a cabeça por um tempo tentando entender isso, não conseguimos e esquecemos da raiva. O Pradasha é gênio.

- E onde o seu guru está agora? Índia?

- Las Vegas, cara! Ele nos disse que, para melhor combater os vícios humanos, tem de conhecê-los. Gênio, cara, gênio!

- É, acho que só um gênio pode reconhecer outro. E vocês tiveram mais algum problema com drogas? Tempos atrás era escândalo atrás de escândalo.

- Esse tempo já era, cara. A década de 80 foi fogo. Só consumíamos coisa pesada, mesmo. Programas de auditório, novelas mexicanas mal dubladas... A gota d’ água foi vendermos nosso avião para comprarmos os direitos da série Esquadrão Classe A e podermos nos vestir igual aos integrantes do grupo. Eu só vi que a coisa tinha ido longe demais quando estava andando pela rua certa vez e o Ozzy Osbourne atravessou a calçada para evitar passar por mim...

- E porque ele fez isso? Inveja?

- Medo, cara!

- Acredito. Outra coisa que dá medo é a chamada “fase melódica” de vocês nos anos 90, que ficou conhecida como “melodramettal”. Dizem que Bryan Adams a ouve quando está sem sono e nem Jenifer Lopes aceita aquelas músicas em seus filmes, de tão chorosas.

- Ah, é, aquela fase foi barra, cara. Estávamos meio sem rumo, daí ficamos sabendo que a Alanis Morissete, depois do mega sucesso de seu primeiro disco, Jagged Little Pill, meio que surtou com a fama e resolveu dar um tempo na Índia. Daí decidimos ir pra lá.

- E funcionou?

- Não muito, já que não conseguimos encontrá-la para nos dizer o que fazer. Sabia que eles não falam inglês, lá? O lugar é uma colônia inglesa e eles não falam essa língua! Ô gente alienada! Sorte a nossa que foi aí que ficamos conhecendo o Pradasha. Destino, cara, destino.

- Sem dúvida. E quais são os planos da banda para o futuro? Outra turnê monstro?

- Eu até sugeri uma turnê pela Antártida, já que isso nunca foi feito, mas desisti quando me disseram que a cerveja de lá não presta. E esse negócio de gravar clipes surpresa em telhado, bar mytzvah e consultório dentário já era. Nosso próximo clipe vai utilizar uma coisa chamada... Deixa eu ver aqui, eu tatuei no meu braço o nome da bagaça pra não esquecer... Achei! É “tecnologia holoisomórfica hiper realigráfica”. EITA!

- Nossa! Nunca ouvi falar disso aí! Mas gravar um clipe usando isso deve custar uma grana preta, não?

- TENTA EXPLICAR ISSO PROS CRÍTICOS SAFADOS, CARA!  

21 comentários:

  1. Jacques,
    Eu não entendo nada de rock, mas a sua crítica foi ótima... Fazer parte de uma banda, há anos e anos e, ainda, famosa, deve rolar muita discussão, desentendimentos entre os integrantes e os empresários, investidores, gravadoras etc..., além de muita droga. E, se for quem eu penso, plástica não resolve, o sujeito teria que nascer novamente, com pais bonitos, ao menos, rsrsss
    Beijos,
    PS.: Dessa eu me safei, não compro músicas de rock...

    ResponderExcluir
  2. Oi Jacques
    Cara tu tá arrasando com esses diálogos, simplesmente maravilhosos. O Pradasha se acabando em Vegas prá acabar com o vício? Muito bom, eu sei que sempre repito isso, mas vc tem uma mente muito criativa, acho que uma das mais criativas da blogosfera. Ri muito.
    Bjos. e um ótimo domingo.
    http://ashistoriasdeumabipolar.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Jacques,
    retorno com calma, caro amigo.
    Grande abraço e ótimo domingo!

    ResponderExcluir
  4. Aqui quem escreve é uma amiga de Janice, Ela encontra-se no Hospital desde ontem. Pediu para responder por ela, eu não entendo nada de poemas, deixarei para o retorno dele.
    Ela lhe explica melhor as coisas. No painel de seguidores do blog dela, tem uma pessoas com o nome de Roderick, ele poderá lhe ensina como seguir ela. Muito obrigado.
    Um beijos carinhoso.

    ResponderExcluir
  5. Jacques, guri de Pelotas!
    Muuuito bom!
    Uma ótima crítica as 'bandinhas' de nosso show buzz!
    Inteligente e sagaz.
    Bem no início já fiquei rindo da peruca que foi levada para a universidade...., que horror! Fiquei imaginando os fungos e o que mais? rsrs
    Um diálogo muito bom, como sempre, um embate poderoso entre dois personagens!
    Li mais de uma vez, e parabéns! Um tanto de elementos dos anos 80 por aqui também.

    Grande abraço!

    ResponderExcluir
  6. Oi Jac,

    Tudo bem? Apresentas um texto com tantas referências sobre a década musical de 80, 90 e chegas com diálogo divertido e inteligente até a Jelo. Muito bom!

    Beijos.

    Lu

    ResponderExcluir
  7. Jacques, boa noite.
    Sinceramente, melhor do que a entrevista com o Analista de Bagé.
    Tu pegas pesado, tchê. É de Ozzy Osbourne atravessar a rua...

    =D
    Satoru

    ResponderExcluir
  8. Oi, grande amigo Jacques!
    Além de profundo conhecedor de cinema, também demonstra agora saber muito sobre música e músicos.
    Muitas dessas bandas são formadas por psicodélicos muitos histriônicos.
    Fazer show na Antártida é mesmo para quem já está na geladeira há tempo.

    Sua sátira está divertida e genial!

    Abraços!

    ResponderExcluir
  9. Jacques, a crítica sobre a forma sátira em que se apresenta é um talento que o amigo tem e que pode se orgulhar, viu. Um grande abraço.

    ResponderExcluir
  10. Toda vez que venho aqui, "me concentro, eita!
    Você é perfeccionista, detalhista, sei lá...me deixas tão doida, procurando tudo* ; essa sátira, essas bandas geniais", sei não! Eu nem conheço, pois sou fã de musica brasileira*;
    achei graça no último parágrafo...e a sugestão pela turnê na Antártida é hilária, me fez rir.
    Verdade também: "os críticos são uns safados"... concordo, e entendo, não vou atrás de críticas, continuo gostando do que é simples e de música brasileira, adoro!
    Beijo grande, Jacques.
    Um dia vou te entender melhor...rs Desculpa qq coisa, fique à vontade se quer excluir; passo recibo de burra aqui, com o maior prazer.

    ResponderExcluir
  11. Ola Jacques,

    Nossa, em certos momentos do diálogo pude lembrar de vários astros do rock reais e suas entrevistas pra lá de "intrigantes". Essa do guru, da peruca e da megaturnê na Antártida foram impagáveis!

    Muito bom!

    Abraços, Flávio.
    --> Blog Telinha Crítica <--

    ResponderExcluir
  12. jacques,
    o teu repertório sátiro-humorístico é extenso, bem diversificado e imperdível. haverá área que não domines a fundo - sim, a fundo, porque para se expor os tiques, os vícios e o caruncho das coisas é preciso conhecê-las bem para além da derme - e para a qual não deixes de apontar o dedo? cinema, bd, escola e aprendizagem, educação, funcionalismo público, só para citar algumas que, de memória, sou capaz de recuperar. bravo, caro amigo. um deleite inquietante ler-te.

    um abraço!

    ResponderExcluir
  13. Adorei!

    Uma sátira muito louca de uma banda que conhecemos, né? Um texto cheio de referências (quem curte rock percebe rapidinho - Corean Ideology..kkkkkkkkkkkkkkkkk)
    Amo ler seus diálogos, rio muito, muito mesmo..

    ResponderExcluir
  14. Sua sátira nos faz entrar nos bastidores dessas bandas e nos "inteligentíssimos" fundamentos de suas opções. Só você, para extrair os detalhes reais e elaborar críticas tão cheias de humor.
    Grande beijo!

    ResponderExcluir
  15. E aí Jacques?!

    Escolheste uma boa temática para escorrer os seus diálogos, além da sua desenvoltura que é sempre criativa.

    E fazendo menção ao que comentou sobre o talento, digo que os seus escritos servem como prova de que só nos tornamos realmente bons em algo, gradativamente com a prática, por exemplo se você comparar um de seus primeiros com os seus últimos contos, certamente que notará uma evolução que, por sua vez, se deve à sua autoconfiança que provavelmente aumentou conforme o retorno positivo das pessoas, independendo de qualquer coisa sobrenatural, à que chamam de "dom", na qual muitos acreditam ser nata.

    Bom, enfim é isso. Até breve amigo!

    Anselmo

    ResponderExcluir
  16. Conhecer um belo Blog é tudo de bom
    Aqui vejo o que gosto e acho lindo
    Vc tem uma criatividade maravilhosa
    Adorei....Uma sátira bem bolada mesmo gostei
    tenha um bom domingo
    Bjuss
    Rita!!!
    http://cantinhovirtualdarita.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  17. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk... JacZinho do meu coração, suas analogias me matam de rir! Cara, vc conseguiu fazer referência a um tantão de coisas no mesmo texto(como sempre, com perspicácia!), sem deixar sobrecarregado. Aliás, conseguiu foi colocar ainda mais humor no diálogo!

    Eu dei trela com esse trecho aqui "Eu só vi que a coisa tinha ido longe demais quando estava andando pela rua certa vez e o Ozzy Osbourne atravessou a calçada para evitar passar por mim...[...] medo, cara"

    Pô, agora a porra ficou séria!

    hahaahahahahhahhaahahhah

    Muito bom!

    bjks JoicySorciere => CLIQUE => Blog Umas e outras...

    ResponderExcluir
  18. Olá Jacques,

    Você sabe tudo, conhece tudo. Uauu falta você agora entender mais de que... Gostei,músicos e músicas. Bryan Adams,Alanis Morissete eu gosto Jacques ahahahaha.
    Sua sátira é super divertida e me fez rir por demais.Lendo e imaginando um album produzido com a banda desativada, e ainda pra completar um álbum duplo “Corean Ideology”? Que louco esse nome kkk...deve ir mesmo fazer uma turnê pela Antártida,talvez eles passe um bom tempo congelado até a volta um dia quem sabe do grande Ronald Reagan,Sera ???quem sabe !! talvezconsegue produzir o Album.

    Adorei grande Comediante.
    Beijos e ótima semana.

    ResponderExcluir
  19. Que bagaceira de banda heim? Um com peruca com fungos, outro que fez uma cirurgia que ficou pior, o guru que vai pra Las Vegas conhecer a fundo sobre as mazelas humanas, reedição de músicas imprestáveis e por aí afora.
    Você não poupou sátira, ironia e humor! Muito bom seu texto sobre essas bandas antigas que nem se quiserem não decolam na atualidade, talvez por falta de talento, talvez por terem estagnado no tempo. E os críticos são uns safados mesmo, isso tenho que concordar, arribam muitas coisas imprestáveis e detonam com coisa boa(não sei se é o caso dessa banda rsrsrs)
    beijokas doces e uma boa semana Jacques.

    ResponderExcluir
  20. "quando é que sai o seu álbum duplo 'Corean Ideology'? Afinal, quem era o presidente quando ele foi prometido? Ronald Reagan?"

    A democracia chinesa foi prometida quando Bush era o presidente e foi lançada quando um funk-soul-brother da pesada estava (está) na Casa Branca! Cortesia do sr. Axl Enrolose, claro! "Corean Ideology" poderia ser o nome para o próximo do Guns n´ Cover para daqui a 15 anos.

    Eu me lembro dos Sex Pistols em 1999, acho, que promoveram a reunião da banda ( sem o Sid Vicious, obviamente) e fizeram uma turnê com o singelo título de "A turnê do lucro sujo" - porque Joãozinho Podre falava pra quem quisesse ouvir que só estavam nessa "pela grana". No future for you, man! E ninguém berrou "traidores do sistema" - ah, 20 anos depois, como as coisas mudam! hahahaha

    Abraço, Jacques!

    ResponderExcluir
  21. Olá Jacques!

    Tudo bem?

    Gostei da entrevista aos Kidney of the Dragon, principalmente, do personagem Pradasha Givemore Moneyh! lol
    Parabéns!
    Obrigada por teres vindo ler-me e por teres comentado os meus recentes posts.

    Beijos,

    Cris Henriques

    http://oqueomeucoracaodiz.blogspot.com

    ResponderExcluir